Posts

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Oficial do Exército Brasileiro designado para ser instrutor da Brigada Militar, em 1917.

A Federação, no dia 14 de junho de 1917, quinta-feira, noticiava:

Official á disposição

Rio, 14 – Foi posto á disposição do Governo do Rio Grande o tenente Augusto Soares dos Santos, para instructor da Brigada Militar.

Fonte: A Federação, Anno XXXIV, Edição 137, de 14/06/1917, quinta-feira, pág. 3. *Mantida a grafia da época.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Oficiais do Exército Brasileiro prestam serviço como Instrutores da Brigada Militar, em 1915

A Federação, no dia 03 de junho de 1915, quinta-feira, noticiava:

Instructores da Brigada Militar – Em officio n. 658, de 31 do passado, a Secretaria de Estado dos Negocios do Interior e Exterior declarou que o inspector da 7ª Região Militar communicou haver o ministro da Guerra permitido que o 2º Tenente João de Deus Canabarro Cunha preste serviços de instrucção a esta milícia, logo que termine um conselho de guerra em que está funcionando como juiz.

Por officio n. 657 communicou á mesma secretaria que os officiaes do Exercito 1º Tenente Anatolio Baeckel e Segundos-Tenentes Emilio Lucio Esteves e Jayme da Costa deixaram os postos que exerciam, em comissão, nessa milícia, por haverem revertido ao serviço militar da União: mas que, conforme autorização expressa do Ministerio da Guerra, continuam a prestar seus serviços como Instructores da Brigada.

Fonte: Jornal A Federação, ano XXXII, edição 126, de 03/06/1915, quinta-feira, página 5 – *mantida a grafia da época

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Barraca portátil em experiência, no Depósito de Recrutas, em 1914

A Federação, no dia 15 de maio de 1914, sexta-feira, noticiava:

Parecer sobre barraca

Assignado pelos intructores da Brigada Militar, capitães Anatole Baeckel, Emilio Lucio Esteves e Jayme da Costa Pereira, foi entregue ao coronel Cypriano Ferreira, commandante geral da mesma força, o parecer sobre a barraca portátil de que se fez experiencia no mez findo no Deposito de Recrutas. Ao parecer acompanha uma referencia ao tôldo para oficial de tropa, ideiado pelo capitão do Exercito Optaciano Ribeiro e experimentado com bom resultado nas ultimas manobras em Gravatahy.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição 113, de 15/05/1914, sexta-feira, pág. 8. *Mantida a grafia da época.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Oficiais do Exército instrutores da Brigada Militar, em 1915 – II

A Federação, no dia 08 de maio de 1915, sábado, noticiava:

Instructores da Brigada

Apresentaram-se, hontem, ao Secretário de Estado, dr. João José Pereira Parobé, na ausência do dr. Presidente do Estado, os officiaes do Exército: 1º Tenente Anatolio Baeckel e 2º Tenentes Emilio Lucio Esteves e Jayme da Costa Pereira, os quaes, por permissão do Ministro da Guerra, deverão exercer funções de Instructores da Brigada Militar estadual, cumulativamente com os serviços federaes inherentes aos postos que têm.

Esses officiaes acham-se adidos ao Quartel General desta Região.

Fonte: A Federação, Anno XXXII, Edição 104, de 08/05/1915, sábado, pág. 5. *Mantida a grafia da época

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Oficiais do Exército instrutores da Brigada Militar, em 1915

A Federação, no dia 07 de maio de 1915, sexta-feira, noticiava:

Brigada Militar

O General chefe do D. G., em telegrama de hontem, comunicou ao Quartel General que o Ministro da Guerra, pelo avio 682, de 4 do corrente, permitiu que prestem serviço de instrucção á força publica do Estado do Rio Grande do Sul, sem prejuízo de suas funções no Exército, o 1º Tenente Anatolio Baeckel e os 2º Tenentes Emilio Lúcio Esteves e Jayme da Costa Pereira.

Os referidos officiaes ficam addidos ao Quartel General da 7ª Região, até ulterior deliberação.

Fonte: A Federação, Anno XXXII, Edição 103, de 07/05/1915, sexta-feira, pág. 8. *Mantida a grafia da época

Atual instalações da Academia de Polícia Militar

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Adoção de Guias de instrução para Trabalhos de Campanha e Esgrima de Espada, em 1915.

A Federação, no dia 12 de março de 1915, sexta-feira, noticiava:

GUIA PARA TRABALHOS DE CAMPANHA

Organizado pelos instructores da Brigada Militar, capitães Anatolio Baeckel, Emilio Lucio Esteves, Jayme da C. Pereira e tenente Cicero Perfeito Ferreira, foi apresentado ao Coronel Cypriano da Costa Ferreira, comandante geral da mesma milícia, o – Guia para trabalhos de Campanha – sendo por esta autoridade aprovado e mandado adoptar para os exercicos da aludida força.

O Guia compreende todos os trabalhos relativos á fortificação de campanha rápida e aos diversos processos de destruição, tratando ainda da passagem de cursos d’agua e trabalhos de bivaque.

A Brigada Militar é a primeira tropa do paiz que tem esta parte da instrucção regulamentada.

A Mesma ordem do dia que adoptou o “Guia” referido, fê-lo também em relação á esgrima de espada do capitão do Exército Domingos do Nascimento, tendo sido tal providencia proposta pelos instructores da milícia estadual.

 

Fonte: A Federação, Ano XXXII, Edição 058, de 12/03/1915, sexta-feira, página 5. * Mantida a grafia da época.