Posts

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO – Revista aos Corpos da Brigada Militar e desfile, em 1914

A Federação, no dia 08 de maio de 1914, sexta-feira, noticiava:

Brigada Militar — Formatura em parada

Com um effectivo de 1035 homens, constituindo 3 Batalhões de Infantaria a 4 Companhias e 1 Regimento de Cavallaria a 4 Esquadrões, formou em parada para revista no Campo da Redempção, hontem, ás 14 ½ horas, em uniforme 4º, conforme fôra determinado em detalhe do serviço, a Brigada Militar do Estado.

A força formou em linha desenvolvida, a cavallaria em batalha, occupando toda a extensão que vae pela avenida Sant’Anna desde o Collegio Militar, onde se apoiou a direita occupada pelo 1º Batalhão de Infantaria, até as immediações do Instituto Technico Profissional, onde se achava a esquerda da cavallaria.

De armas descançadas, com o intervallo entre si de 30 passos, aguardavam os corpos a chegada do commandante geral para prestar-lhe a devida continência.

A’s 14 1/2 horas em ponto approximava-se da força o coronel Cypriano Ferreira e seu Estado-Maior e ao distar 50 metros do centro da linha, todos os Corpos, da direita para a esquerda, fizeram braço-arma e apresentar-arma.

Correspondendo á continência com a mão direita, assumiu o Coronel Cypriano o commando da tropa em parada, fazendo os Corpos em seguida braço arma.

Teve, então, inicio a revista.

O Estado-Maior collocou-se á direita de toda a linha e o commandante geral percorreu toda a força da direita para a esquerda, tocando a Banda de Musica de cada Corpo um dobrado quando esta antoridade se approximava 10 metros do flanco direito, sendo ali recebido pelo comandante, que o saudava e acompanhava do lado exterior até 10 metros além do flanco esquerdo, quando a musica deixava de tocar, regressando o commandante ao seu lugar, após nova saudação de espada.

De modo semelhante procederam todos os Corpos á passagem do commandante geral pela retaguarda.

Terminada a revista mandou o commandante geral descançar-arma, fazendo em seguida, por intermedio do assistente do pessoal e ajudante de ordens, chegar suas determinações aos comandantes de Corpos.

Teve lugar, então, o desfilamento, a infantaria por pelotões e cavallaria por quatro, seguindo toda a força pela rua da República, Campo da Redempção, Praças Independencia e Conde de Porto Alegre, ruas Duque de Caxias, General Canabarro, Andradas e Independencia até a Praça D. Sebastião.

Ao enfrentar ao Palacio do governo, achando-se em uma das janellas o dr. presidente do Estado, a tropa prestou-lhe as devidas continências marcadas na tabella.

Na praça D. Sebastião, determinou o commandante geral o deslocamento das forças, a seus quartéis, tendo a mesma autoridade recebido de cada Corpo que se retirava a continência regulamentar.

O asseio da tropa, quer quanto ao uniforme, quer quanto ao armamento ou arreiamento, nada deixou a desejar, e a firmeza com que se apresentou na parada e o garbo e desembaraço que demonstrou na marcha, effeito de um treinamento methodico e continuo, mereceram louvores.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição 107, de 08/05/1914, sexta-feira, pág. 5. *Mantida a grafia da época

 

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Desfile do 1º Regimento de Cavalaria da Brigada Militar, em 21 de Abril de 1914

A Federação, no dia 21 de abril de 1914, terça-feira, noticiava:

 Passeata Militar – Conforme noticiámos, deixará hoje, ás 8 horas, o seu quartel no Crystal, a fim de desfilar por diversas ruas da cidade, o 1º regimento de cavallaria da Brigada Militar, commandado pelo tenente-coronel Claudino Nunes Pereira.

O 1º regimento formará com cerca de 200 praças.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXI, Edição 092, de 21/04/1914, terça-feira, página 5. *mantida a grafia da época

 

A BRIGADA MILITAR, HÁ UM SÉCULO … – Desfile militar do 1º Regimento de Cavalaria da Brigada Militar em homenagem a Tiradentes, em 1914

A Federação, no dia 16 de abril de 1914, quinta-feira, noticiava

 Passeata Militar – Sabemos que o 1º regimento de cavallaria da Brigada Militar desfilará, no dia 21 de abril, em commemoração de Tiradentes, pelas principaes ruas da cidade. É seu commandante o tenente-coronel Claudino Nunes Pereira.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXI, Edição 088, de 16 de abril de 1914, quinta-feira, página 5.

A BRIGADA A UM SÉCULO … – O desfile da Brigada Militar em 20 de setembro de 1911

Correio do Povo, no dia 20 de setembro de 1911, quarta-feira, noticiava:

20 de Setembro

O dia de hoje é feriado estadual, consagrado á Revolução Rio-Grandense de 1835. Por esse motivo as repartições publicas estaduaes e municipaes não darão expediente.

Ás 10 horas da manhã a Brigada Militar do Estado formará, no Campo da Redempção. O dr. Carlos Barbosa, presidente do Estado, passará revista ás forças que, após, desfilarão por diversas ruas da capital.
Uma companhia de guerra do batalhão do Gymnasio Anchieta* formará, à tarde, prestando continencias ao presidente do Estado. Após as continencias a companhia de guerra, commandada pelo aspirante a official Arthur O. Travassos Alves, fará uma marcha de resistência.

* A regulamentação da Lei nº 1.860, de 04 de janeiro de 1908, que “Regula o alistamento o sorteio militar e reorganiza o Exercito”, estabelecia:

“Art. 98. É obrigatoria a instrucção do tiro de guerra e evoluções militares, até á escola da companhia, aos alumnos maiores de 16 annos que cursarem as escolas superiores e estabelecimentos de instrucção secundaria mantidos pela União, pelos Estados ou municipios, inclusive o Districto Federal, bem como aos que cursarem estabelecimentos particulares que estiverem no goso da equiparação.

**Mantida a grafia da época

Fonte: Jornal Correio do Povo – Coluna “Há um século no Correio do Povo”

Oficiais do Batalhão do Ginásio Anchieta

Oficiais do Batalhão do Ginásio Anchieta – Crédito: CP Memória

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Desfile de 20 de Setembro

Correio do Povo, no dia 19 de setembro de 1912, quinta-feira, noticiava:

20 de Setembro – Commemorando a data de 20 de setembro, amanhã, ás 9 1/2 horas da manhã, na avenida 13 de Maio, formará em parada a Brigada Militar do Estado, composta dos 1, 2 e 3 batalhões de infantaria e do 1 regimento de cavallaria. Comandará a Brigada o coronel Cypriano Ferreira, que será acompanhado por todo o seu estado maior. Ás 10 horas, o dr. Carlos Barbosa, presidente do Estado, acompanhado de seus secretários, passará revista á tropa, que depois, desfilará pelas ruas Venancio Ayres, Campo da Redempção, Duque de Caxias, General Canabarro e Andradas, até a Independencia, de onde os corpos se recolherão aos respectivos quarteis.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal Correio do Povo – Coluna “Há um século no Correio do Povo”.