Posts

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Construção de Represa para abastecimento de água dos quartéis localizados na Chácara das Bananeiras – em 1914

A Federação, no dia 21 de fevereiro de 1914, sabado, noticiava:

Abastecimento d’agua

A Brigada Militar do Estado mandou, ha tempo, construir uma caixa d’agua e respectiva canalisação na Chacara das Bananeiras, para abastecimento á Linha de Tiro, Deposito de Recrutas e suas dependencias.

Com o desenvolvimento natural que tiveram os serviços a cargo do Deposito de Recrutas, foi necessario ampliar aquella installação.

Nessas condições, o coronel Cypriano Ferreira, commandante geral da Brigada ordenou a construcção de uma represa no “Arroio Ferradura”, a fim de recalcar a agua desse regato, que é de optima qualidade, para a caixa já em funccionamento;

Essa installação complementar constará da construcção da represa já referida, uma casa para a bomba, caldeira e residência do machinista.

A represa, distando, um kilometro da Caixa já construída, será ligada a esta por um encanamento de duas pollegadas de diâmetro, canos galvanisados.

A bomba a empregar será a do typo “Worthington e caldeira horizontal Gonçal Surice, que deverá recalcar, em 10 horas de funccionamento, de 60 a 70 metros cúbicos d’agua.

Para a execução desse serviço, a Assistência do Material, de ordem do Commando Geral, abriu concurrencia publica, que se encerrou a 18 do corrente.

Apresentaram propostas para essa construcção, compromettendo-se a executal-a pelos seguintes preços:

Alliança do Sul, 12:375$000; Bromberg & C., 15:530$000; Lima & Martins, 11:500$000.

Foi preferida esta ultima por ser mais vantajosa, devendo, hoje, ser assinado o respectivo contracto.
Com essa instalação complementar a administração do Deposito de Recrutas disporá, diariamente, de 100 m³ d’agua para o consumo daquelle estabelecimento, que dará
sufficientementc para as suas necessidades.

O serviço deverá ser entrego em perfeito funccionamento dentro de 60 dias.

Devido as sinuosidades do terreno, o encanamento passará, em diversos pontos, sobre postes de alvenaria ou de ferro, onde serão colocadas valvulas para a retirada de corpos estranhos que se possam depositar na parte syphonada.

Fonte: Jornal A Federação, ano XXXI, edição 044, de 21/02/1914, página 3 – *mantida a grafia da época

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – A logística, em 1917.

A Federação, no dia 02 de fevereiro de 1917, sexta-feira, noticiava:

Assistencia do Material da Brigada Militar

– O capitão Arlindo Franklin Barbosa, assistente do material da Brigada Militar, recebeu, hoje, no Thesouro do Estado a quantia de 12:356$666 para pagamento dos vencimentos dos officiaes do Estado-Maior, e 1:800$000 idem dos da Escolta Presidencial relativos ao mez findo.

– Convenientemente concertados nas officinas da Brigada, foram entregues: ao Deposito de Recrutas, 2 carroças de 4 rodas; ao Posto de Veterinaria, 1 dita; ao 3º Batalhão de Infantaria, 6 carabinas Mauzer e 1 carrinho de 2 rodas.

– O alferes commandante do destacamento do 2º Batalhão de Infantaria, no povoado do Picão, em Rocca Salles, communicou que recebeu, por intermedio da casa comercial dos srs. Fava & Toqui, a quantia de 2:329$300, liquido dos seus vencimemos e das praças do mesmo destacamento relativos ao mez de dezembro findo, de sua gratificação e das ditas praças relativa ao mez de novembro findo, tendo feito os respectivos pagamentos, sem novidade.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 029, de 02/02/1917, sexta-feira, página 4

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Exercícios na Brigada Militar – Ajustes no planejamento.

A Federação, no dia 01 de fevereiro de 1917, quinta-feira, noticiava:

Exercícios na Brigada Militar

Emquanto concorrerem todos os corpos no serviço de guarnição não podendo entrarem em semana de exercícios, o tiro individual correspondente á 2ª Parte do 1º Período, será feito na machina Sub-target, instalada no Quartel de Infantaria.

Esses exercicios serão effectuados no 3º Tempo, e nos dias em que o corpo encontrar de guarnição, exceto no sabbado, pelo pessoal de folga e empregados, formando uma escola nunca superior a um pelotão.

O 2º Batalhão fará seu exercício nos dias destinados ao 3º Batalhão e a Escolta Presidencial nos que forem destinados ao 1º Batalhão.

O 3º Tempo dos sabbados fica reservado ao pessoal dos serviços auxillares e da força á disposição da Chefatura de Policia.

Para registro dos resultados dos exercicios os corpos organizarão cadernos.

O Grupo de Metralhadoras, pessoal da Linha de Tiro, Deposito de Recrutas e Picadeiro, farão exercícios no apparelho instalado no stand da Linha de Tiro.

Apparelho "Sub-Target", para instrucção de tiro sem gasto de munição.

Apparelho “Sub-Target”, para instrucção de tiro sem gasto de munição.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 028, de 01/02/1917, quinta-feira, página 5

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Festividades alusivas ao aniversário de criação da Escolta Presidencial.

A Federação, no dia 24 de janeiro de 1917, quarta-feira, noticiava:

Festa na Escolta Presidencial – Amanhã, no quartel da Escolta Presidencial, realizar-se-á uma brilhante festa commemorativa do aniversário da organização dessa unidade da Brigada Militar, devendo ser observado o seguinte programma:

1ª parte – Hymnos e canções patrioticas.

2ª parte – Inauguração dos retratos do exmo. sr. general vice-presidente do Estado, Salvador A. Pinheiro Machado e tenente-coronel Affonso Emilio Massot, dd. commandante geral da Brigada.

3ª parte – Escola de equitação em homenagem ao exmo. sr. dr. presidente do Estado.

4ª parte – Assalto de um lanceiro contra dois cavalleiros de espada, dedicado ao exmo. sr. general vice-presidente do Estado.

5ª parte – Assalto de espada a cavallo, entre dois inferiores, dedicado ao sr. tenente-coronel Affonso Emilio Massot.

6ª parte – Assalto de espada, a pé, entre duas praças, dedicado aos srs. Comandantes Juvencio Lemos, Claudino Nunes Pereira e Leopoldo A. Vasconcellos.

7ª parte – Escola de esgrima de espada, dedicada ao coronel Cypriano da Costa Ferreira.

8ª parte – Escola de gymnastica, dedicada aos srs. Comandantes Francelino Cordeiro, Aristides da Câmara e Sá e Amadeu Massot.

9a parte – 1º pareo de natação, entre inferiores, em 150 metros, dedicado aos srs. officiaes instructores da Brigada.

10ª parte – 2º pareo de natação, entre praças, em 150 metros, dedicado aos capitães commandantes do Grupo de Metralhadoras, diretor do Deposito de Recrutas e dr. Chefe do Serviço Sanitario.

11ª parte – 3º pareo de natação, entre praças, em 150 metros, dedicado aos srs. Capitães Assistentes João Cândido Machado e Arlindo Franklin Barbosa.

A festa começará ás 15 horas.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 021, de 24/01/1917, quarta-feira, página 4

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Inclusão de Praças.

A Federação, no dia 11 de janeiro de 1917, quinta-feira, noticiava:

Inclusão de praças

Passaram a prompto hontem, da instrucção de cavallaria que vinham recebendo, no Deposito de Recrutas, sendo incluidos nas unidades abaixo, os seguintes soldados recrutas: na Escolta Presidencial: Galvão Rodrigues Machado, Bolívar Farrapo Leiria, Secundino Pereira da Costa e Claudionor Salles; no 1º Regimento de Cavallaria, Theodolino Mendonça da Silva, Anastacio Xavier Maciel, Eugênio Ribeiro, João Silveira Martins, Aristides Pedro dos Santos, João José Ribeiro Filho, Cassemiro Alves da Costa e Demetrio Witt.

As praças incluidas no 1º Regimento de Cavallaria ficarão addidas, provisoriamente, ao Grupo de Metralhadoras.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 010, de 11/01/1917, quinta-feira, página 2

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Ações da Assistência do Material da Brigada Militar

A Federação, no dia 09 de janeiro de 1917, terça-feira, noticiava:

Assistencia do Material da Brigada Militar

O capitão assistente do material da Brigada Militar remetteu ao 2º Regimento de Cavallaria, por intermedio do Banco Pelotense, a quantia de 1:458$720, importancia liquida das despesas urgentes feitas por aquelle Regimento, no mez de novembro do anno findo e vencimentos do tenente-coronel Juvencio Maximiliano Lemos, no mez de dezembro tambem do anno findo.

O capitão assistente do material recebeu do Thesouro do Estado a quantia de 7:717$254 para pagamento das despezas urgentes.

Á Assistencia do Material e ao Deposito de Recrutas, o comando da Brigada mandou descontar nos vencimentos dos segundos sargentos amanuense Orvalino Antonio Ramos e instructor Oscar Alves de Souza, a quantia de 2$700 de cada um, proveniente de 3 dias de etapas arranchadas, que lhes foram fornecidas pelo rancho do Grupo de Metralhadoras, quando incorporados ao 2º Batalhão de Infantaria, por occasião da revista de instrucção, conforme consta do officio do commando do mesmo corpo, n. 321 de 30 do mez findo.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 008, de 09/01/1917, terça-feira, página 5

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … Exame de Recrutas de cavalaria.

A Federação, no dia 05 de janeiro de 1917, sexta-feira, noticiava:

Exame de recrutas – No dia 10 do corrente mez, realizar-se-á, no Deposito de Recrutas da Brigada Militar o exame dos recrutas de cavallaria, que se acham em condições de passar a promptos.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 005, de 05/01/1917, sexta-feira, página 4

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Brigada Militar comemora o 27º aniversário da Proclamação da República – Programação

A Federação, no dia 14 de novembro de 1916, terça-feira, noticiava:

Na Brigada Militar

Commemorando a data da proclamação da Republica, o commando geral da Brigada Militar baixou, hontem, a ordem do dia que abaixo transcrevemos :

Para conhecimento e devida execução publico o seguinte:

ANNIVERSARIO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

Em commeraoração ao 27º anniversario da proclamação da Repubica, realizar-se-ão as seguintes festas:

EXTERNAS

As bandas de musica tocarão alvorada em frente a Palacio, Quartel General da 7ª Região e residencia do exmo., sr. dr. Borges de Medeiros.

Ás 6 horas serão hasteadas as Bandeiras nos quartéis, com as formalidades do estylo, cantando o  pessoal o hymno da proclamação da Republica.

Ás 9 horas, uma guarda de honra do 2º batalhão irá postar-se em frente ao monumento do patriarca, dr. Jullo de Castilhos, e cantará o  hymno da proclamação da Republica, desfilando em seguida em continência.

Á essa hora, desfilarão em continencia ao exmo. sr. general vice-presidente do Estado, em exercicio, a Escolta Presidencial e o Grupo de Metralhadoras.

 

INTERNAS

Ás 10 horas, inaugurar-se-á com a presença de todos os officiaes, no salão de honra do quartel do Commando Geral, o retrato do exmo sr. general Salvador Ayres Pinheiro Machado, vice-presidente do Estado, em exercicio.

Ás 16 horas terão começo no quartel de infantaria e do Grupo de Metralhadoras as festas promovidas pelos inferiores em commemoração á gloriosa, data e de conformidade com o programma pelos mesmos elaborados.

A seguir publicamos o programma dos festejos da data de 15 de novembro, promovidos pelos inferiores daquella milicia estadual.

 

(Á tarde)

I – Gymnastica com apparelhos, sob a direcção do capitão Pedro Vaz Ferreira Filho.

II – Gymnastica militar (5 movimentos de cada série) sob a direcção do tenente José Freire de Oliveira e Souza.

III – Esgrima do bayoneta por inferiores, dirigida pelo alferes Tito Ribeiro.

IV -Esgrima de bayoneta (assaltio e defeza individual) por inferiores, dirigida pelo alferes Tito Ribeiro.

V – Gymnastica applicada, corridas coin saccos, corridas a pé com obstáculo.

VI – Dois inferiores bater-se-ão em esgrima de espada.

VII – Five-ó-clock-tea, ás exmas. familias.

 

(Á noite)

I – Secção solenne.

II – Canção do 2º Batalhão de Infantaria.

III – Cançoneta “O Portuguez”, por Antonio Rosa da Costa.

IV – Cançoneta “Caraboo”, por Oswaldo V.  Ferras.

V – Cançoneta   “O meu chapéo”, por Oswaldo M. Silva.

VI – Monologo “O voluntario”, por Waldomiro C. Raupp.

VII – Poemeto “Mello”, por C. A. Soares.

VIII — Drama em tres actos “O filho das ondas”, do poeta Lobo da Costa, representado por inferiores; ensaiador Firmino M. da Silva.

Personagens

André, T. Marinho.

Affonso, Oswaldo M. da Silva.

Lucio Juvenal – Pereira,

Elvira, snrta. Emma-De-Boor.

Marquez, Alfredo Luiz Teixeira.

Pepo (velho marinheiro), Dorival Xavier dos Anjos.

Primeiro pescador, Waldcmiro C. Raupp.

Segundo pescador, Arthur Alvares Corrêa.

Pescador, Oswaldo Gomes da Silva.

Pescador, Waldemar de Castro Ferraz.

XI -Comedia em um “Boa licção”, representada por inferiores.

Personagens

Julio, T. Marinho.

Nair, snrta. Emma De-Boer.

Pancracio, Dorival Xavier dos Anjos.

Uma mulher, A. N.

X – Apotheose, “A Republica”.

A festa terá inicio ás 18 horas.

 

Programma dos festejos organizados pelos inferiores do Grupo de Metralhadoras e da Linha de Tiro e Deposito de Recrutas, da Brigada Militar.

Primeira parte

1º – Torneio de tiro ao alvo na machina Sub-target, sendo conferida uma medalha de ouro ao vencedor.

2º – Gymnnastica Militar,

3º – Esgrima de baioneta.

4º -Match de foot-ball, entre praças do Grupo e Deposito de Recrutas.

5º – Corridas a pé, livres e em saccos.

Segunda parte

6º – Discurso allusivo á data pelo sargento-ajudante do Grupo,  Affonso Gonçalves Gomides.

7º – Drama militar em 3 actos “O Filho da Republica”, competentemente ensaiado pelo amador sr. Alfredo Alves.

Personagens

Carlos Derville, capitão republicano – sargento Aldo L. Ribeiro.

Jorge Derville, capitão realista – sargento Hermogenes Fagundes.

General Manteneau – sargento Affonso G. Gomides.

Artois, membro da Junta de Sublevação publica – sargento José Luiz Primeiro.

85 (soldado de artilharia) – sargento Francisco P. da Costa.

Jenny, vivandeira – Senhorita Affonsina Cardoso.

Martha, antiga vivandeira – A. R.

Simão, soldado recruta – Sr. Oroncio Demoly.

Sargento Robineau – Cabo Eugenio Medeiros.

Martim, o papa-ranchos – Cabo Alvariano Valladares.

Alvorada – Oscar S. Meira.

Ordenança –  Soldado Marcolino de Abreu.

Soldados republicanos e monarchistas, Clarins, etc.
8º – Apotheose á Republica, sendo cantado o Hymno da Proclamação.

Os intervallos do drama serão preenchidos por numeros de canto da menina Yolanda Barcelos e por diversas peças do Grupo.

A ornamentação do quartel e confecção dos scenarios esteve a cargo do scenographo Alfredo Tubino.

Os festejos terão começo ás 16 horas.

Nos quarteis dos corpos da Brigada Militar o rancho será melhorado e serão postas em liberdade as praças prezas correcionalmente.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 264, de 14/11/1916, terça-feira, página 5

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Preleções Médicas no Grupo de Metralhadoras e Depósito de Recrutas.

A Federação, no dia 30 de outubro de 1916, segunda-feira, noticiava:

Prelecção medica — Os capitães commandantes do Grupo de Metralhadoras e capitão director do Deposito de Recrutas communicaram ao commando geral da Brigada Militar que o capitão dr. Antenor Granja de Abreu fez, a 27 do corrente, prelecções médicas ás praças daquella unidade e estabelecimento, tomando por thema “Fracturas”.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 252, de 30/10/1916, segunda-feira, página 3

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Importâncias entregues à Assistência do Material da Brigada Militar.

A Federação, no dia 30 de outubro de 1916, segunda, noticiava:

Importancias entregues á Assistencia do Material da Brigada Militar – Os corpos e repartições abaixo entregaram á Assistência do Material da Brigada Militar, durante o mez de setembro findo, as seguintes importâncias: 1º batalhão, 5:109$923; 2º batalhão, 3:569$270; 3º batalhão, 5:281$123; 1º regimento, 789$920; 2º regimento, 282$766; grupo de metralhadoras,  8:132$854; escolta presidencial, 391$700; hospital, 555$600; deposito de recrutas, 48$860; uzina electrica do Cristal, 180$000; secção de artífices, 43$200; invernada de Gravatahy, 200$000; e officiaes do estado-maior  85$200, proveniente de etapas das praças arranchadas, vencimentos das que estiveram em tratamento no hospital, descontos nos vencimentos das que devem á Fazenda do Estado, alimentação ás irmãs de caridade, medicamentos fornecidos a officiaes pela pharmacia do hospital, etc.
Entregaram á mesma repartição o sr. capitão José Rodrigues Sobral, curador do fallecido tenente reformado, João de Azevedo Machado, a quantia de 100$000, do tratamento deste no hospital, durante o mez de agosto uItimo; e o alferes Leoncio Alves da Costa Freire, 13$700 de medicamentos que lhe foram fornecidos pela pharmacia do hospital, no mesmo mez.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 252, de 30/10/1916, segunda-feira, página 6