Posts

O DIA 11 DE OUTUBRO NA HISTÓRIA DA BRIGADA MILITAR – Criação do Curso Prático de Enfermeiros e Padioleiros, em 1916

Há 102 anos, a Brigada Militar criou um Curso Prático de Enfermeiros e Padioleiros.

O Esboço Histórico da Brigada Militar, Volume I, página 502, faz o seguinte registro:

“A ordem do dia nº 102 de 11 de outubro, diz que “atendendo às vantagens indiscutidas de se ter na Brigada Militar enfermeiros e padioleiros educados e preparados como profissionais competentes, capazes de desempenhar as importantes funções que lhes incumbem, tornando-se bons auxiliares dos médicos no serviço sanitário militar, resolve o comando geral criar o “Curso Pratico de Enfermeiros e Padioleiros da Brigada Militar” anéxo ao Hospital.

O regulamento respectivo, publicado na referida ordem do dia, foi elaborado pelo capitão dr. Armando Bélo Barbedo, chefe interino do serviço sanitário.”

O Álbum Comemorativo aos 30 anos de criação da Brigada Militar contém as seguintes ilustrações, relacionadas ao mencionado Curso:

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Curso de Enfermeiros e Padioleiros, em 1918.

O Correio do Povo, no dia 22 de setembro de 1918, domingo, noticiava:

O curso de enfermeiros da Brigada

O general Thaumaturgo de Azevedo, presidente da Cruz Vermelha Brasileira, em officio que dirigiu ao coronel Affonso Emilio Massot, comandante geral da Brigada Militar, felicita-o pela creação do curso de enfermeiros e padioleiros e pelos resultados que já se vem apreciando do ensino respectivo, pediu a remessa do regulamento e instrucções do mesmo curso visto ser a Brigada, presentemente a corporação que tem esse serviço organizado.

Além dessa regulamentação solicitou também a formula dos certificados que recebem os enfermeiros que completam o curso e do juramento que prestam; desenho ou descripção dos distinctivos que usam que usam; modelo de padiolas e outros utensílios de transporte de feridos.

O coronel Massot está providenciando no sentido de ser, com a máxima brevidade, atendido o desejo do general Thaumaturgo.

A Brigada Militar formava enfermeiros e padioleiros em seu hospital

*Mantida a grafia da época

Fonte: Correio do Povo – Coluna “HÁ UM SÉCULO NO CORREIO DO POVO”