Posts

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Contingente da Brigada Militar trabalha na construção de um canal ligando duas lagoas, em 1918.

O Correio do Povo do dia 6 de fevereiro de 1918, domingo, noticiava:

Canal de Porto Alegre a Torres

A secretaria de Obras Publicas teve conhecimento de que a draga Garibaldi iniciou, a 1º do corrente, ás 15 horas, a abertura do canal ligando a lagôa da Pinguela á do Peixoto, proximo á villa de Conceição do Arroio. A distancia em terra firme, entre as duas lagôas, é de 1.800 metros. A excavação, a secco, deste trecho, que já está em andamento, foi iniciada por um contingente da Brigada Militar, e continua agora pelo empreiteiro Constantino Gayeski, que contratou com o governo tal serviço. A lagôa do Peixoto acha-se 2 metros acima da Pinguela. Esta differença de nivel será vencida por uma eclusa, cujo projecto a directoria da viação fluvial já organisou.

Fonte: Jornal Correio do Povo – Ano 123, Edição Nº 129, 06 de fevereiro de 2018, terça-feira – Coluna Há um século no Correio do Povo.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Brigada Militar constrói canal fluvial IV

A Federação, no dia 05 de outubro de 1916, quinta-feira, noticiava:

Trabalhos da Brigada Militar

CONCEIÇÃO DO ARROIO, 4 – Os trabalhos do destacamento da Brigada Militar no Caconde prosseguem activamente. Já foi concluída toda a desmatação para o canal traçado.  Em breve iniciarão a excavação e remoção de terra. Nota-se animação da população pelo desempenho dos trabalhos.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 231, de 05/10/1916, quinta-feira, página 1

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Brigada Militar constrói canal fluvial II

A Federação, no dia 05 de julho de 1916, quarta-feira, noticiava:

Do boletim de hoje, da Brigada Militar:

Sob o comando do alferes José Pinheiro, seguiu, hoje, para Conceição do Arroio, uma força do 2º batalhão de infantaria, composta de um 2º sargento, dois cabos, 1 corneteiro e 35 soldados, a qual se destina a trabalhar na abertura do canal que ligará esta capital ao porto de Torres, ficando estacionada naquela localidade.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 155 de 05/07/1916, quarta-feira, página 6