A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Exame de instrução de Recrutas, em 1914

A Federação, no dia 21 de abril de 1914, terça-feira, noticiava:

Exame de instrucção de recrutas – Conforme já noticiamos, terá logar amanhã, ás 9 horas, no depósito de recrutas da Brigada Militar, o exame de instrucção das praças que deverão passar a promptas do ensino, a fim de serem distribuídas pelos corpos de infantaria e cavallaria.

Ao exame assistirão os commandantes dos mesmos corpos e os instructores.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXI, Edição 092, de 21/04/1914, terça-feira, página 5. *mantida a grafia da época

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Aulas de esgrima mantidas pela Brigada Militar, no quartel do 1º Batalhão de Infantaria, em 1909.

Correio do Povo do dia 21 de abril de 1909 noticiava:

Sala d’armas – Reabrir-se-ão hoje, as aulas de esgrima mantidas pela Brigada Militar. Para tomar parte nos assaltos do dia, os diretores daquella sala convidaram varios cultores do elegante sport das armas de ponta, entre elles alguns civis, amadores da esgrima, de sabre e de florete. Alem do atractivo dos torneios, o acto reverstir-se-á de solemnidade, por ser commemorativo da morte de Tiradentes, data igualmente da fundação da sala de esgrima, no quartel do 1º batalhão da Brigada Militar.

Fonte: Jornal Correio do Povo – Coluna “Há um século no Correio do Povo”.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Construção do Quartel do 2º Regimento de Cavalaria da Brigada Militar, em 1914

A Federação, no dia 19 de abril de 1914, domingo, noticiava

Construcção de um quartel – Conforme noticiamos, seguirá amanhã para Sant’Anna do Livramento, o dr. Theophilo Borges de Barros, 2º conductor da Secretaria das Obras Publicas e que vae inspecionar as obras do quartel em construcção, do 2º regimento de cavallaria da Brigada Militar.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição  nº 091, de 19/04/1914, domingo, página 8

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Comandante Geral da Brigada Militar visita quartéis, em 1915.

A Federação, no dia 18 de abril de 1915, domingo, noticiava:

Visita a quartéis e estabelecimentos – O Tenente-Coronel Affonso Emilio Massot, comandante geral interino da Brigada Militar, acompanhado do Major Leopoldo Ayres de Vasconcellos, Assistente do Material e Alferes Jorge Castiglioni, Ajudante de Ordens, visitou, hontem, o Posto Veterinário do Gravatahy e os quartéis do Grupo de Metralhadoras e Deposito de Recrutas da mesma milícia, trazendo dessa excursão optima impressão.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição 089, de 18/04/1915, domingo, página 5. *Mantida a grafia de época.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Brigada Militar comemora a data alusiva à Inconfidência Mineira, em 1914

A Federação, no dia 18 de abril de 1914, sábado, noticiava:

Inconfidencia Mineira – Em commemoração á data que celebra o Protomartyr da Inconfidência Mineira, haverá formutara dos corpos da Brigada Militar nos respectivos quartéis, sendo em cada um delles designado um official para explicar ás praças, em prelecção, o grande facto republicano nacional.

Fallará no 1º batalhão o alferes João Pinto Guimarães, no 2º batalhão o tenente Vicente Landell dos Santos e no 1º regimento o alferes Apparicio Borges.

Amanhã daremos o nome do escalado para este fim no 3º bataIhão de infantaria.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição 090, de 18/04/1914, sábado, página 7. *Mantida a grafia da época.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – A Instrução na Brigada Militar, em 1915.

A Federação, no dia 17 de abril de 1915, sábado, noticiava:

Exercícios na Brigada Militar

1º período de Instrução – 4ª parte

– Dia 16, 6ª feira –

INFANTARIA

Batalhão na semana de exercícios: 2º batalhão de infantaria.

Deixou do ir à Linha de Tiro, devido ao máo tempo, realisando-se unicamente os trabalhos do 2º tempo – instrucção theorica e moral, assim se fazendo no 3º tempo.

Batalhões na guarnição: 1º batalhão.

1º tempo – prejudicado pelo serviço de guarnição.

2º tempo – instrucção theorica e moral nas companhias.

3º tempo – exercício de signaleiros.

O commandante do corpo reuniu os officiaes para uma palestra militar, versando sobre “fortificação rápida”.

3º Batalhão – Montou a guarnição.
1º tempo – Movimentos livres de gymnastica.

CAVALLARIA

Escolta Presidencial – Tiro individual na Linha do Tiro.

METRALHADORAS

O grupo de metralhadoras realisou os seguintes trabalhos:

1º tempo – gymnastica com arma a um braço, manejo de fogo (clarins) e marcha de 30 minutos.

2º tempo – Theoria do tiro: justeza, rapidez, posições, grupamentos; noções de organisação do Exercito e da Brigada Estadual.

3º tempo – Manejo da peça, remuniciamento, evoluções de secção e marcha de 60 minutos.

Trabalhos diversos

No corrente mez estão indicados para prelecções medicas nos corpos e unidades especiaes o capitão medico dr. Silva Fróes; para exercicios de padioleiros no 1º batalhão o dr. Antenor Granja de Abreu, no 2° batalhão o dr. Antonio da Silva Fróes e no 3º batalhão o dr. Raymundo Bello Barbedo, todos medicos da força; para prelecções sobre hygiene odontologica o alferes dentista dr. Mario Carigé Gomes da Silva e para prelecções veterinarias no grupo de metralhadoras e escolta presidencial o alferes veterinário Francisco Monte.

Instrucção de metralhadoras e guia para trabalhos de campanha.

– Aos corpos da Brigada Militar e especialmente ao grupo de metradoras da mesma milícia serão brevemente distribuídos exemplares impressos da “Instrucção para o serviço das metralhadoras “Colt”.”

– Acha-se no prélo o “Guia para trabalhos de campanha”, que tambem brevemente será distribuído.

Fonte: Jornal A Federação, ano XXXII, edição 088, de 17/04/1915, sábado, página 1 – *mantida a grafia da época

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Recrutamento para a Brigada Militar, em 1910.

Correio do Povo, no dia 17 de abril de 1910 noticiava:

Recrutamento
Santa Maria, 16
– Na região serrana, principalmente das villas da Palmeira e da Soledade, tem havido recrutamento em massa para a Brigada Militar do Estado. Hontem, chegaram á Cruz Alta quarenta e seis recrutados, os quaes foram recebidos na estação da estrada de Ferro pelo general Firmino de Paula, sub-chefe de policia, que lhes passou revista. Vinte e dois recrutados aqui chegaram, hontem, e seguiram hoje, para capital. Alguns delles declararam, por occasião do embarque, que procurarão nessa capital, os drs. Pinto da Rocha e Plinio Casado, para requererem uma ordem de habeas corpus em seu favor.

Fonte: Jornal Correio do Povo – Coluna “Há um século no Correio do Povo”

A BRIGADA MILITAR, HÁ UM SÉCULO … – Desfile militar do 1º Regimento de Cavalaria da Brigada Militar em homenagem a Tiradentes, em 1914

A Federação, no dia 16 de abril de 1914, quinta-feira, noticiava

 Passeata Militar – Sabemos que o 1º regimento de cavallaria da Brigada Militar desfilará, no dia 21 de abril, em commemoração de Tiradentes, pelas principaes ruas da cidade. É seu commandante o tenente-coronel Claudino Nunes Pereira.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXI, Edição 088, de 16 de abril de 1914, quinta-feira, página 5.

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Visita do Presidente do Estado ao Hospital da Brigada Militar, em 1912.

Correio do Povo do dia 16 de abril de 1912, terça-feira, noticiava:

Hospital da Brigada Militar  – Visita do presidente do Estado

Em trem expresso, seguiram hontem, ás 9 1/4 da manhã para o Crystal o dr. Carlos Barbosa, presidente do Estado, dr. Protasio Alves, secretario do Interior, coronel Cypriano da Costa Ferreira, commandante da Brigada Militar e o representante do Correio do Povo, a fim de visitarem o hospital da Brigada Militar. Ás 9 3/4 chegava o comboio no morro do hospital, sendo feito, a pé, o trajecto até ao edificio, que fica situado no alto da collina. Feitos os cumprimentos do estylo, os visitantes deram entrada no hospital, visitando as quatro salas de enfermarias onde se acham 61 doentes. Por toda a parte era notado o asseio e ordem mantidos pelas irmãs encarregadas do hospital. No anno passado, só falleceu um enfermo no hospital, dentre perto de quinhentos que ali estiveram. O dr. Carlos Barbosa, como todos outros visitantes sairam bem impressionados com o estado em que encontraram o hospital.

Foto do Hospital da Brigada Militar, em 1918.

Foto do Hospital da Brigada Militar, em 1918.

Fonte: Jornal Correio do Povo – Coluna “Há um século no Correio do Povo”

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO – Banda da Brigada Militar participa de concerto no Teatro São Pedro, em 1914

A Federação, no dia 02 de abril de 1914, quinta-feira, noticiava:

Concerto

No proximo domingo, ás 14 ½ horas, no theatro S. Pedro, realisar-se-á um concerto de orchestra e banda, sob a direcção do maestro Pedro Borges e em beneficio da Sociedade Beneficente Musical Porto Alegrense.

O programma a ser observado é o seguinte :

1ª parte – Petrella, symphonia da opera Yone, para orchestra e banda.

Wagner, symphonia da opera “Tannhäuser”, executada pela grande banda da Brigada Militar.

2ª parte – Rossini, symphonia da opera “Semiramide”.-Direcção do maestro J. Brancato, que pela primeira vez apresentar-se-á nesta cidade.

3ª parte – Pela primeira vez  será executada, nesta capital, a grande peça sacra do compositor sacro monsenhor d. Leão Perosi, e que tem por titulo “A  Paixão de Christo”.

O preço das localidades é o seguinte:

Camarotes, 15$000; poltronas, 3$000; balcões de 1ª 2$000; ditos de 2ª 1$500; geraes 1$000.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição 077, de 02/04/1914, quinta-feira. * Mantida a grafia da época.