Atual instalações da Academia de Polícia Militar

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Concerto Musical da Banda da Brigada Militar, em 1914

A Federação, no dia 14 de março de 1914, sábado, noticiava:

Sem título

 

 

 

Texto da imagem transcrito abaixo

 

 

 

 

 

GRANDE

CONCERTO INSTRUMENTAL

 Domingo, 15 de Março

 A Grande banda da brigada Militar, gentilmente cedida pelo Sr. Commandante Geral, Dr. Cypriano da Costa Ferreira, executará pela segunda vez nesta capital, a pedido geral o grandioso poema épico-musical

24 DE MAIO

Da lavra do maestro Pedro Corrêa Borges e que tanto agradou em sua primeira edição, alcançando francos applausos.

O grande concerto do qual tomam parte 120 figuras, começará ás 17 horas, Domingo, 15 do corrente, no Jardim Zoológico Villa Diamela, Menino Deus.

PROGRAMMA

1ª PARTE

Pedro Borges – Marcha Solemne LIBERDADE

Esta marcha foi composta pelo maestro Pedro Borges e dedicada ao Exmo. Sr. Presidente do Estado Dr. A. A. Borges de Medeiros, por ocasião de sua segunda posse ao governo do Estado.

O motivo predominante da Marcha é apresentado por uma Banda de Trompetas á grande distancia e representado no grande concertante final.

Rossini – Simphonia GUILHERME TELL

2ª PARTE

Verdi – 1º acto da opera ERNANI

3ª PARTE

Pedro Borges – Poema 24 DE MAIO. Peça composta pelo maestro Pedro Borges, na qual tomam parte Bandas de cornetas, tambores, clarins de guerra e fogo de artilharia e fuzilaria.

O poema é dividido em um prólogo e 7 partes assim discriminadas:

PRÓLOGO – Aurora de 24

1ª PARTE – Saudades da Patria (solo para clarinete)

2ª PARTE – Após o toque de carneação (polka militar)

3ª PARTE – Em liberdade (andante)

4ª PARTE – Batalha (Allegro agitado)

5ª Parte – Victoria (Grandioso concertado)

6ª PARTE – Feridos (Andante final)

7ª PARTE – Final – Hymno Nacional

Domingo o numero de bondes para o Menino Deus será augmentado.

Fonte: A Federação, Anno XXXI, Edição 061, de 14/03/1914, sábado, página 5  * Mantida a grafia da época.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *