A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Brigadianos constroem estrada em Rocca Salles

A Federação, no dia 27 de dezembro de 1916, quarta-feira, noticiava:

Elogio a uma força – Em boletim do hoje do commando da Brigada Militar foi transcripto o officio abaixo, dirigido pelo sr. Manoel Ribeiro Pontes Filho, intendente do município de Estrella, ao exmo. sr. general vice-presidente do Estado em exercicio, e do qual foi dado conhecimento ao commando geral da Brigada: “Estado do Rio Grande do Sul.  Intendencia Municipal de Estrella. Estrella, 20 de dezembro de 1916.- N. 130 – Exmo. sr. general Salvador Pinheiro Machado, dd. vice-presidente do Estado, em exercício. Porto Alegre. Ha dias, tive occasião de fazer uma visita ao acampamento do contingente de praças da briosa Brigada Militar, sob o commando do alferes Salvador Rodrigues, empregada na abertura da estrada General Osorio, no trecho compreendido entre Rocca Salles e o povoado d’aquelle nome. De tudo quanto observei n’aquelle acampamento, trouxe a melhor das impressões. As praças empregadas nesse serviço mostram-se satisfeitas e teem revelado um comportamento digno de louvores, facto este que vem confirmar o alto renome de que gozam as praças da heróica milícia estadual, cuja disciplina tem merecido lisongeiras referencias. Sirvo-me da opportunidode para renovar a v. ex. os meus protestos de elevada estima e distincta consideração. Saúde e fraternidade. (Assignado) Manoel Ribeiro Pontes Filho. Intendente.”

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 299, de 27/12/1916, quarta-feira, página 4

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Troca de comandante do Destacamento de Marcelino Ramos.

A Federação, no dia 23 de dezembro de 1916, sábado-feira, noticiava:

Commando de um destacamento – O alferes do 1º Regimento de Cavallaria, Hortencio Gonçalves de Oliveira, comunicou ao comando da Brigada Militar ter assumdo o commando do destacamento estacionado em Marcellino Ramos, 8º districto de Passo Fundo.

Vindo daquella localidade, apresentou-se, hoje, ao referido commando o alferes dos serviços auxiliares, Camillo Diogo Duarte, que foi substituído no commando do destacamento estacionado naquela localidade o teve 6 dias de dispensa do serviço, concedidos pelo comando da Brigada.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 297, de 23/12/1916, sábado, página 5

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Brigadianos participam de Manobras do Exército.

A Federação, no dia 21 de dezembro de 1916, quinta-feira, noticiava:

Manobras do Exército – O major Augusto Januario Corrêa remetteu á Secretaria do commando geral da Brigada Militar o relatorio das observações feitas por si e pela commissão de que foi chefe, durante as manobras da 10ª Brigada de Infantaria do Exército, bem como um levantamento expedito feito pelo alferes Antonio Ignacio Fernandes, por occasião das mesmas manobras.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 295, de 21/12/1916, quinta-feira, página 4

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Medição da área da Chácara das Bananeiras.

A Federação, no dia 20 de dezembro de 1916, quarta-feira, noticiava:

 Area da Chacara das Bananeiras – Da medição procedida pelo tenente Instructor Emilio Lucio Esteves, nos terrenos da Chacara das Bananeiras, verificou-se a existência de uma área de 3.008.152,4659 metros quadrados.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 294, de 20/12/1916, quarta-feira, página 4

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Fornecimentos à Brigada Militar

A Federação, no dia 05 de dezembro de 1916, terça-feira, noticiava:

Fornecimentos á Brigada Militar – Esteve reunido, hoje, no quartel do commando geral da Brigada Militar, o conselho administractivo para tratar da concorrencia publica para fornecimento de generos alimentícios, no primeiro semestre do anno vindouro, e artigos de ferragons, materiaes, materia prima para a manufactura de fardamento, fardamento manufacturado e calçado, durante o anno de 1917, de conformidade com o edital publicado nesta folha.

Apresentaram-se os seguintes concorrentes habilitados, de acordo com o mesmo edital: Companhia Fiação e Tecidos Porto-Alegrense, Alfredo Pereira dos Santos, Eifler e Meneghetti, Chaves & Almeida, Mostardeiro, Irmãos & C, Araujo Vianna, A. M. Araújo & C., Alfredo Marques Coimbra, Santos Rocha & C., Antonio Difini, Caetano Difini, Oscar Martins, Carlos Julio Becker, Esteves Biarboza &. C., Dani & Ferreira, Companhia Progresso Industrial, Victorio Pilla, Luiz Ferreira & C., Eugenio Luzzi, Januario Conte, Antonio Francisco Soares, França, Ramos & C., viuva J. L. da Silva & C., Huber Müller e Autonio Alves de Menezes.

Recebidas as propostas, ficou deliberado sejam abertas na seguinte ordem:

Quinta-feira, 7 – ás 14 horas, as de generos alimentícios, arreiamento e outros artigos.

Sexta-feira, 8 – ás 9 horas, artigos para as officinas.

Sabbado, 9 – ás 14 horas, as de matéria prima para manufactura de fardamentos, fardamento manufacturado e calçado.

 

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 281, de 05/12/1916, terça-feira, página 5

A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Comando do 2º Regimento de Cavalaria

A Federação, no dia 01 de dezembro de 1916, sexta-feira, noticiava:

Commando do 2º Regimento de Cavallaria — Segundo telegrama que hoje publicamos em outra parte desta folha, acaba de chegar a Livramento, o tenente-coronel Leopoldo Ayres de Vasconcellos que, conforme já tivemos occasião de noticiar, foi designado pelo general Salvador Pinheiro Machado, vice-presidente do Estado, em exercício, para assumir o commando do 2º Regimento de Cavallaria da Brigada Militar, aquartelado naquella cidade.

Aquelle official será substituído no cargo de assistente do material da milícia do Estado, nesta capital, pelo seu adjuncto, capitão Arlindo Franklim Barbosa.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIII, edição 274, de 01/12/1916, sexta-feira, página 4