A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Liberdade de desertor por conclusão de pena.

A Federação, no dia 04 de janeiro de 1917, quinta-feira, noticiava:

Em liberdade — Tendo concluído a pena de 8 mezes de prisão a que foi condemnado pelo conselho militar a que respondeu, por crime de deserção, foi posto em liberdade o soldado do 2º Regimento de Cavallaria, addido ao Grupo de Metralhadoras, Fulano de Tal**, que deve ser excluído do estado effectivo da Brigada Militar e do corpo a que pertence, com baixa do serviço por não convir sua permanência nas fileiras dessa força.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, Ano XXXIV, edição 004, de 04/01/1917, quinta-feira, página 4

** Nome omitido

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *