A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Visita do Presidente do Estado, Borges de Medeiros, aos quartéis localizados na Chácara das Bananeiras – II

A Federação, no dia 28 de outubro de 1913, terça-feira, noticiava:

Linha de tiro da Brigada – Visita presidencial

Hontem, ás 7 horas da manhã, o dr. Borges de Medeiros, presidente do Estado, visitou a Linha de Tiro e deposito de recrutas da Brigada Militar do Estado. S. ex. foi acompanhado desde a sahida do palacio do Governo pelo srs. coronel dr. Cypriano da Costa Ferreira, commandante geral, tenente-coronel Claudino Nunes Pereira, assistente do material, e alferes Jorge Pelegrino Castiglione, ajudante de ordens, e os drs. Protasio Alves, secretario do interior, Francisco Thompson Flores, chefe de policia, capitães Cassio Brum Pereira e Lóurenço Galant, ajudante de ordens e commandante da escolta. O trajecto da cidade á Linha de Tiro foi feito a cavallo, por toda a comitiva. No Parthenon, era s. ex. esperado por uma escolta de recrutas sob o commando do alferes Arthur Gomes Mariante.

O presidente do Estado foi recebido á chegada com as formalidades e honras devidas ao seu alto cargo, indo logo depois percorrer toda a Chácara das Bananeiras, nome porque é vulgarmente conhecido o sitio onde está localisada a linha de Tiro.

Na referida Linha aguardaram s. ex. o tenente Cicero Perfeito Ferreira, instructor e director da mesma e do deposito de recrutas, capitães instructores Emilio Lúcio Esteves, Anatolio Berckel, tenente Gaspar da Costa Ferreira e capitão Optaciano Ribeiro.

No stand do Tiro foi servido a s ex. e comitiva um lunch, findo o qual o presidente do Estado e comitiva assistiram ás experiências officiaes feitas com diversos typos de metralhadoras, adquiridas pela Brigada, dirigidas pelos citados officiaes.

O resultado das experiencias foi satisfactorio, devendo, posteriormente, resolver-se qual o typo que se deverá adoptar.

O presidente e comitiva visitaram a Linha do Tiro, plantações de forragens, deposito dos recrutas e de munições e outras dependencias ali em construcção e assistiram ao desfilar da força de cavallaria formada pelos recrutas, que fizeram diversos exercicios de equitação.

A’s 4 horas da tarde o presidente do Estado retirou-se com a sua comitiva, tecendo elogios a boa ordem e disciplina observadas em tudo quanto s. ex. tinha visto e examinado na Chacara das Bananeiras.

Despedindo-se, em Palacio, do coronel Cypriano, commandante da Brigada, e tenente Cicero, director da Linha de Tiro e deposito de recrutas, s. ex. reiterou esses elogios pela maneira por que é dirigido aquelle importante departamento da patriótica milicia estadual.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, edição 250, de 28/10/1913, página 5

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *