A BRIGADA, HÁ UM SÉCULO … – Gripe epidêmica no 1º Batalhão de Infantaria da Brigada Militar

A Federação, no dia 29 de maio de 1916, domingo, noticiava:

Do Boletim de hoje, da Brigada Militar:
O capitão dr. chefe do serviço Sanitário enviou ao tenente-coronel commandante geral o officio abaixo transcrito: “Estado do Rio Grande do Sul. Hospital da Brigada Militar em Porto Alegre, 26 de maio de 1916. Nº 152. Ao Ilmo sr. Tenente-coronel Emilio Massot. M.D. commandante geral da Brigada do Estado. Tendo tomado rigorosas providencias contra a gripe de caracter epidemico e formas varias, que nos primeiros dias deste mez grassou no primeiro batalhão, motivando repetidas baixas de praças ao nosso Hospital, cumpro o grato dever de participar-vos que cessaram ellas completamente. Fiz proceder a cuidadosa desinfecção nos diversos compartimentos do respectivo quartel e providenciei para que se fizesse o mesmo com os colxões e travesseiros no Desinfectorio da Hygiene Estadoal, o que se realizou. Os senhores medicos da Hygiene, illustre drs. Ricardo Machado e Alberto de Campos Velho, a quem foi comunicada a invasão da moléstia, visitaram o referido quartel, onde os recebi com os demais medicos da Brigada, conferenciando e trocando ideias sobre o assumpto, aos quaes expuz modificações a fazer por mim indicadas em relaltorio enderessado a vossa autoridade, como necessarias para melhorar as condições hygienicas desse edificio. Saude e Fraternidade. (Assignado) dr. Armando Bello Barbedo. Chefe interino.

*Mantida a grafia da época.

Fonte: Jornal A Federação, ano XXXIII, edição 123, de 29/05/1916, página 7 – *mantida a grafia da época

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *