Existem poucos e esparsos registros sobre a atuação dos Corpos Auxiliares da Brigada Militar, os “Provisórios”. A própria história oficial da Corporação os ignora e eles usaram a farda Brigadiana honrando a Corporação e o Rio Grande do Sul.

Nicolau Mendes autor do livro registrou magnificamente a trajetória do 3º CA, que em 1932 ganhou em São Paulo o apelido de “Pé no Chão”.
Vibrante narrativa, que não esqueceu nomes nem detalhes dos acontecimentos. O leitor descobrirá na leitura a razão do apelido, que parecendo pejorativo se tornou uma legenda e honra os valentes de Palmeira que formaram suas fileiras..

É uma daquelas obras que prende o leitor do início ao fim. Não há hiato enfadonho na narrativa. É um desenrolar de acontecimentos que prende a atenção e entusiasma o leitor.

A Associação dos Amigos do Museu da Brigada Militar agradece especialmente ao Cel Ref. Délbio Ferreira Vieira, que tornou possível esta publicação através do patrocínio da digitalização e edição.